Politica

O deputado federal Tiririca (PL-SP) assumiu que usou R$ 70 mil em dinheiro público para visitar familiares em Fortaleza-CE . O parlamentar, que tem domicílio eleitoral em São Paulo, é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) por ter viajado ao estado 35 vezes, o que foi confirmado por ele mesmo em resposta à Câmara dos Deputados. As informações são do iG.

“Justamente em razão da atual residência de minha família em Fortaleza/CE, que acredito ser transitória, as passagens aéreas emitidas neste ano referem-se ao trecho Brasília/Fortaleza”, disse Tiririca. De acordo com regimento interno da Câmara, é proibido uso da cota parlamentar para fins particulares.

CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!

Em sua defesa, o parlamentar diz que, apesar de ser o estado em que moram seus familiares, as viagens ao Ceará eram feitas para tratar exclusivamente de assuntos referentes ao seu mandato. Ele também chegou a pagar para que seus assessores viajassem para o estado.

“Permitir meu deslocamento entre o Parlamento e o local aonde hoje estão temporariamente residindo meus familiares, ou seja, no interesse exclusivo da função que honrosamente exerço. Bem por isso é que, por vezes, e também no interesse do múnus que me foi conferido pelas urnas, alguns assessores precisaram se deslocar de Brasília a Fortaleza para resolver pendências e assuntos parlamentares urgentes”, afirmou.

Para Tiririca, os deslocamentos estão previstos no regimento da Casa. Um ato da mesa diretora da Câmara que trata do assunto, no entanto, diz que os gastos devem estar “exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *