CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!

Politica

“A laranjada” na política brasileira.

Quantos muitos achavam que o financiamento de empresas poderia estar atrelando candidatos a empresas ou grupos financeiros para que eles pudessem legislar em favor dos seus financiadores de campanha, a situação mostra a existência de outro viés: Agora o uso de “laranjas”, parece ser os caminhos. A pseudo reforma política parece que só conseguiu colocar remendo novo em pano velho. A nova legislação financia através de dinheiro público as campanhas, dinheiro que chega nas agremiações partidárias que tem a liberdade para fazer repasse de acordo com os seus interesses.

A executiva nacional do partido recebe o dinheiro e determina quanto vai para cada diretório estadual, que por sua vez diz quem terá direito e quanto será o valor destinado a cada candidato.

O dinheiro público que financia as campanhas políticas vem de dois fundos:

o partidário banca a estrutura dos partidos e também candidaturas e distribuiu R$ 888 milhões reais aos partidos em 2018.

o fundo eleitoral, criado após a proibição das doações por empresas, deu mais de R$ 1,7 bilhão

No total, são mais de R$ 2,6 bilhões, dinheiro do contribuinte que vai para as mãos de milhares de candidatos.

O PRB, partido republicano brasileiro, foi mais um exemplo de partido suspeito no preparo de uma “laranjada” nas eleições de 2018. A reportagem do jornal nacional da rede globo desvendou o envolvimento de 18 partidos em situação suspeita na aplicação da verba do fundo partidário nas últimas eleições utilizando para isso “laranjas”.

A palavra “laranja”, neste caso usada para definir alguém que assume uma função ou responsabilidade no papel, mas na prática, ela está cedendo seu nome para uso de outra pessoa.

Os verdadeiros candidatos estão sendo prejudicados e precisam reagir denunciando o desvio de verbas de campanha nesses partidos que são suspeitos de mau uso do dinheiro público.

Alguma coisa deu errado e os ratos deixaram rastros que agora a justiça precisa investigar e punir de forma exemplar, quem aceitou ser “laranja” e os responsáveis pela “laranjada”.

Colocar na cadeia políticos que criam “laranjas”, e ainda tomar medidas drásticas suspendendo ou retirando o registro de partido que fomenta ou aceita “laranjas” e “laranjadas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!