CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!

Segurança

Criminosos do Nordeste vão ser identificados por íris e rosto.

Os nove governadores do Nordeste decidiram, em Recife (PE), unificar a Inteligência da  Segurança Pública da região, criando um banco de identificação dos criminosos que atuam nos estados nordestinos pela íris e rosto. No encontro do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), os chefes do executivo estadual aprovaram a intensificação do grupo de trabalho da segurança pública da região.

O governador Wellington Dias disse que o objetivo é avançar na tecnologia, de forma que se amplie investimentos em câmeras de segurança, central de acompanhamento de imagens, identificação de criminosos por meio da íris e da face. “São formas modernas que alguns estados já experimentaram e queremos dar condições de integração na região. No Piauí, usarmos o empréstimo do Banco do Brasil para aplicar em tecnologia de segurança”, falou Dias.

Atualmente, dados de segurança pública do Nordeste hoje são centralizados em Fortaleza (EC)e, segundo Wellington Dias, essa integração já resultou na queda da violência na região, principalmente no número de homicídios. Nos primeiros seis meses de 2019, a queda de mortes violentas no nordeste foi de 27% em relação ao mesmo período do ano passado.

“A segurança pública no Brasil e no Nordeste é um tema de permanente preocupação. Os governadores decidem adotar estratégias contínuas de monitoramento e implementação de ações conjuntas para que tais índices continuem sendo reduzidos”, diz a Carta do Recife, assinada pelos nove governadores ao fim de reunião.

O secretário da Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, fará parte do grupo executivo para tratar da segurança pública nos estados e no Distrito Federal (DF), criado pelo VII Fórum Nacional de Governadores, no fim de outubro. O Piauí foi convidado a integrar o grupo por ser referência em políticas de combate à violência.

O Piauí é o estado menos violento do Nordeste, segundo o Atlas Brasileiro da Violência, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgado em agosto deste ano pelo Instituto Nacional de Pesquisas Aplicadas, o Ipea. A média é de 20,9 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes (dados de 2017).

“Temos sido referência no Brasil e estamos sempre buscando estratégias para melhorar nossas políticas de segurança pública”, afirma Fábio Abreu, que é deputado federal licenciado.

Fazem parte do grupo executivo os governadores do Distrito Federal (que é o coordenador nacional do Fórum de Governadores), Espírito Santo; Maranhão; Mato Grosso; Rio de Janeiro e Santa Catarina; além dos secretários de Segurança do DF, Espírito Santo, Santa Catarina , Tocantins e Piauí.

Os governadores do Nordeste divulgaram uma carta criticando o Governo Federal pela “falta de celeridade no processo de combate e contenção às manchas de óleo”.

Os chefes dos estados se reuniram pela primeira vez desde o aparecimento das manchas de óleo, no fim de agosto. O encontrou ocorreu no Recife. Para os governadores, o Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por óleo “ainda não foi colocado, na sua concretude, em prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!