Politica

Marcial Lima critica a falta de planejamento na prefeitura de São Luís

Em recente audiência pública na Câmara Municipal de São Luís, o vereador Marcial Lima, do PRTB, criticou a falta de planejamento no município, que leva à situação lamentável em que se encontram ruas e avenidas em toda a cidade. A audiência pública teve a participação do secretário municipal de Obras e Serviços Públicos de São Luís, Antônio Araújo, que segundo o vereador Marcial, não tem cumprido compromissos firmados com diversas comunidades.

Um dos exemplos citados por Marcial Lima foi o encontro com uma comissão de moradores da Chácara Brasil, no Turu, em que o secretário se comprometeu a fazer as obras necessárias na Avenida Brasil e a praça do conjunto Vivendas do Turu. “Foi em uma audiência há aproximadamente dois anos. O senhor chegou a fotografar as principais ruas de alguns bairros da região, mas nada foi feito. Outro caso, mais recente, foi no Filipinho, no ano passado, quando o senhor também prometeu melhorias e não fez”, afirmou o vereador.

E citou como exemplo, no Filipinho, a rua onde está o centro de apoio a idosos, o Caisi, que também dá acesso à sede do SAMU, e está em condições precárias. Outro episódio citado pelo vereador ocorreu na Vila Industrial, onde em 2016 a prefeitura chegou a colocar máquinas, mas não fez a avenida principal.

Áreas de risco

Marcial Lima lembrou ainda dos grandes prejuízos que o município tem sofrido devido às intensas chuvas dos últimos meses, que têm tornado ainda mais preocupante a situação, especialmente nas áreas de risco de desabamento e deslizamento de terras, como o Salinas do Sacavém, onde algumas famílias ficaram desabrigadas, no mês de março, depois do deslizamento de encostas.

CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!

“Conheço todas as áreas de risco da cidade. No mês de março chove, em média, cerca de 400 milímetros, mas este ano a média do mês chegou a 470 mm, e a prefeitura não está preparada para nada. Pessoas morrem ou perdem as casas e móveis com alagamentos e desabamentos”, enfatizou.

Marcial lamentou ainda a situação crítica na própria sede da Semosp, onde não tem nem água disponível para beber e o prédio está em péssimo estado de conservação. Ele lembrou ainda que na Avenida Santos Dumont, próximo à secretaria, moradores botaram pneus na pista pra poder passar na buraqueira.

O vereador lembrou ainda que as feiras de São Luís estão abandonadas. “A feira da Cidade Operária está abandonada, tiraram o asfalto em frente e não recuperaram. Na feira da Vila Fialho o teto caiu já tem quatro anos e nunca foi feito nada”, denunciou.

E até no Centro de São Luís, que tem passado por um programa de revitalização em parceria com o governo federal, por meio do Iphan, o vereador apontou situações complicadas.

“Nunca conseguiram resolver o problema dos ambulantes na frente do Liceu. Apesar das melhorias na Praça Deodoro, o entorno dessa área não está sendo beneficiado e o Centro tá completamente largado e abandonado”, enfatizou Marcial.

O vereador concluiu dizendo que é preciso uma união de todos pelo bem da cidade, independentemente de quem está ou não no grupo político do prefeito. “Esqueça o ranço, porque foi o vereador Marcial Lima que pediu, e faça essas obras, porque é o nosso povo que está precisando”, acrescentou Marcial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *