Politica

Movimento “Acorda Paço” lança campanha pedindo que eleitores não reelejam vereadores.

 

 

Uma administração beirando o ineditismo no amadorismo na gestão pública, alternando momentos de cenas dignas dos trapalhões e velozes e furiosos, embora com ações pontuais principalmente no conjunto Maiobão, maior colégio eleitoral do município, o prefeito Domingos Dutra (PC do B ) tem levantado uma legião de moradores furiosos com sua ausência na sede do município e em bairros da zona rural, onde tem deixado bem claro o que ele nunca escondeu em campanha que iria mudar a sede administrativa para o Maiobão, vale lembrar que graças às ações do governo do Estado algumas obras vieram para aliviar o sofrimento da população.

Essa conta desastrosa não é somente pela falta de habilidade do ex deputado federal que nunca se lembrou do município em suas emendas, mas é principalmente pela ascensão da esposa na gestão onde curiosamente ocupa três secretarias de forma nebulosa, fato até hoje que vereadores ou a prefeitura demonstrou interesses em explicar as regras dessa reforma administrativa.

Como se costuma dizer: “A política de Paço é diferente de todo o Maranhão”, e é mesmo, pois nada segue roteiro, e se baseia no improviso, onde antigos gestores hora estão desgastados e sem votos, e horas despontam como lideranças com grande potencial nas urnas, ou seja ninguém nunca pode ser descartado, e até políticos de São Luís desejam se estabelecer por lá mesmo não conhecendo a cidade pois são capazes de confundir Pedrinhas de Paço do Lumiar com a Pedrinhas de São Luís.

A gestão Domingos Dutra é bombardeada nas redes sociais de todas as formas, com script de zorra total, arrastando com ele a câmara de vereadores que hoje aumentada (passou de 15 para 17 vereadores) só ampliou o número de acusados por subserviência às vontades do prefeito e da esposa super secretária com raras exceções.

O movimento Acorda Paço, acaba de lançar uma campanha inédita no Brasil aonde não poupa nenhum vereador do município do desgaste da atual gestão, pede ao eleitor que em 2020 não reeleja ninguém. Os 17 edis estão na mira das criticas que vão desde a falta de sensibilidade com as causas populares até a “venda” de apoio para apoiar projetos políticos do executivo que vem prejudicando a população, como o aumento de taxas e impostos.

Agora resta saber se campanhas assim tem ou não apoio do eleitor? mas essa pergunta só será respondida no primeiro domingo de outubro do ano que vem, e até lá não irão faltar fotos, vídeos comentário prós e contra a campanha.

Um comentário

  • Hildelis Duarte

    Meu grande amigo Kim Lopes, já venho observando essa situação não é de hoje, o Paço vem sendo agredido de forma maldosa e abandonada há muitos anos, veja que teve até Gestores anteriores que inclusive me parece que virá tentar as eleições próxima é isso é uma tremenda ( CARA DE PAU) tem candidato que até ( GANHOU PULSEIRINHA DA JUSTIÇA) será que esse ainda tem coragem de reeleger essas antigas figuras deste seminário político!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *