CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!

Educação

Natalino $algado, cadê o dinheiro da UFMA? Relatório da CGU indica desvios que chegam a 4 milhões.

O coronel Natalino, como está sendo chamado nos corredores da UFMA, terá que aposentar-se compulsoriamente aos 75 anos, ou seja, daqui a 1 ano e meio. Professor que não dá aulas, mas recebe salário que chega a 30 mil mensais, Natalino $algado, homem de velhas práticas políticas que aprendeu e ensina suas pupilas a misturar o público com o privado, terá que prestar contas à Controladoria Geral da União.

Nesta semana, a CGU divulgou extenso relatório que trata de 4 obras:
1. Recuperação da malha viária do Campus do Bacanga;
2. Construção do Prédio do Centro Pedagógico Paulo Freire;
3. Construção do Prédio do Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão – UFMA;
4. Construção do edifício da Biblioteca Central da UFMA.
Link para relatório: https://auditoria.cgu.gov.br/download/10037.pdf

As páginas 171 (vejam que coincidência!) e 172 do relatório da CGU indicam os seguintes desvios:

1. Biblioteca Central: Superfaturamento de R$ 945.101,74 e superestimativa no valor de R$ 1.078.141,95.
2. Prédio do Centro Pedagógico Paulo Freire: R$ 318.832,25.
3. Centro de Convenções: R$ 1.878.995,25.

O caso é simples e as práticas do coronel Natalino são facilmente identificadas: o ex-reitor indicou um homem de sua estrita confiança para fiscalizar TODAS as obras da UFMA, Cezar Nobre Braga que não era servidor federal, mas tinha um Cargo de Direção. Cezar Braga atestava os serviços e as construtoras eram pagas antecipadamente, ou seja, depositava-se milhões nas contas das empresas sem ter nenhuma garantia de que a obra seria entregue no prazo contratado. O coronel não saia da Prefeitura de Campus e tudo só podia ser realizado com sua autorização formal ou informal. Detalhe: Tudo capitaneado pelo prefeito do campus à época, hoje proprietário de fato de 3 sorveterias artesanais, sendo duas em shoppings de São Luís e uma no Renascença (Ficha salarial do ex-prefeito de campus, aqui http://www.portaltransparencia.gov.br/servidores/8904034). Perguntar não ofende: O que está por trás desse adiantamento de depósitos às construtoras?
Em matéria divulgada em abril no site da UFMA (http://portais.ufma.br/PortalUfma/paginas/noticias/noticia.jsf?id=53990), percebe-se o descalabro e a falta de cuidado com a coisa pública: no caso da Biblioteca Central, o coronel da compulsória, Natalino $algado pagou 95% da obra, mas apenas 60% dela foi concluída. A obra foi iniciada em 27 de outubro de 2010, com previsão de entrega em 2013, porém a construtora abandonou a obra em 25 de setembro de 2015.
A comunidade maranhense e brasileira quer saber: coronel Natalino, cadê os 4 milhões das obras da sua gestão?

Entenda melhor a história

O coronel Natalino Salgado, homem de hábitos antigos, nasceu nos idos de 1946, na cidade de Cururupu, litoral ocidental maranhense. Hoje, a poucos dias de completar 73 anos de idade, tenta, a todo custo, voltar ao cargo de reitor da Universidade Federal do Maranhão para fazer uma gestão de apenas um ano e seis meses.
Em total desespero, após lançar sua candidatura e de mais quatro candidatos a vice-reitor num único evento esvaziado (que começaria às 8 da manhã e só conseguiu começar às 10:30 por absoluta falta de público), atira para todos os lados, usando seus jagunços modernos.
Natalino fez e faz uso do conceito de Coronelismo, lançado em 1948, pelo pesquisador Victor Nunes Leal, em sua obra ‘Coronelismo, enxada e voto’, cuja a origem do poder, segundo o autor, vinha tanto da riqueza, quanto da troca de favores (clientelismo no HU) com amigos para bancar gastos eleitorais. Ainda segundo Leal, havia uma verdadeira mistura entre o público e o privado (uso ilegal de recurso e espaço públicos e de veículo oficial). Dessa forma, o coronel Natalino implantou em sua gestão à frente da UFMA, um novo conceito conhecido como ‘Coronelismo acadêmico’, que busca exclusivamente sua perpetuação no poder.
É ou não é coincidência o que foi narrado acima?

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!