Educação

No dia D do programa escola digna, Seduc e Governo do Estado entregam escola em Paço do Lumiar.

Estudantes do município de Paço do Lumiar têm agora a oportunidade de unir aprendizado formal a atividades educativas diversas com a nova estrutura do Centro Educa Mais Dr. Luiz Sérgio Cabral Barreto. A unidade de ensino foi revitalizada e entregue, na manhã deste sábado (18), durante o Dia D do Programa Escola Digna, promovido pelo Governo do Maranhão. Serão cerca de 370 alunos beneficiados com a escola. Na ocasião, outras quatro unidades foram inauguradas, em municípios maranhenses.

O Centro Educa Mais Dr. Luiz Sergio Cabral Barreto fica em Mocajituba e foi todo reformado e adequado para oferecer educação em tempo integral. Entre os serviços, melhoria nas salas com a instalação de aparelhos de ar condicionado, revestimentos, forro, cobertura, pintura, redes elétrica e hidráulica, quadra poliesportiva e outros ambientes revitalizados. Na obra, o Governo do Estado investiu mais de R$ 1.65 milhão.“As novas unidades do Escola Digna vão proporcionar mais conforto e dignidade para o ensino de centenas de estudantes. As escolas substituem espaços inadequados e há décadas abandonados. É o caso da escola em Paço do Lumiar, que por anos sofreu com o período chuvoso e agora reabre toda reformado e em tempo integral. O Governo prioriza a educação e com estruturas dignas”, pontuou o secretário de Estado de Educação (Seduc), Felipe Camarão.

A prefeita em exercício de Paço do Lumiar, Paula Azevedo, enfatizou a ação do Governo do Estado como um ato de valorização dos alunos e da educação do município. “É um grande ganho para nossa comunidade e para nossa cidade. Vai garantir qualidade de vida e educação mais qualificada para nossas crianças. Agradeço ao governador Flávio Dino e ao secretário Felipe Camarão por essa oportunidade e benefício ao nosso município”.

Para os estudantes, a nova escola representa um grande passo na educação do município e novas possibilidades de futuro. “Uma escola renovada, faz com que os alunos queiram ficar e aprender. Nós temos excelentes professores, mas não tínhamos estrutura. Era quente e sem condições. Com essa ação vai ser muito melhor”, disse a estudante Geniela dos Santos, que vai estudar na nova unidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *