CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!

Infraestrutura.

Pastores, deputados estaduais e federais acompanham fiscalização com ministro na BR 135.

 

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, veio ao Maranhão, atendendo solicitação da Bancada Federal para conhecer as reais situações da BR 135. Tarcísio Freitas, visitou a obra da duplicação da BR-135, que hoje se encontra paralisada por determinação do Tribunal de Contas da União.

 

O Pr. Sampaio Júnior acompanhou o ministro da Infraestrutura em nome das igrejas evangélicas do Estado, e nos revelou que ele não gostou muito do que viu, e afirmou que obra de qualidade duvidosa não será aceita no governo Bolsonaro.

 

“Ficamos impressionado. É uma obra que acabou recentemente e está completamente cheia de patologias, cheia de defeitos. Nós vamos cobrar da empresa a reparação do trecho e aplicar as sanções devidas no contrato. Não podemos de maneira nenhuma concordar ou permitir que uma empresa ganhe meio bilhão de Reais, e entregue o pavimento nas condições que vimos hoje aqui. Temos defeito na execução, defeitos na fadiga precoce de massa asfáltica, houve um trincamento, comprometimento de base, restauração deixou de ser feita. Então temos que tomar as medidas para que a empresa refaça o serviço ou indenize, do jeito que está não vamos aceitar”, afirmou.

O ministro da Infraestrutura também falou que vai pedir a redução da quantidade de barreiras eletrônicas que existem hoje nas rodovias federais, que segundo ele é um gasto alto e desnecessário.

“A barreira eletrônica tem que ficar onde o ponto é realmente crítico, mas não de maneira desenfreada como estão colocadas atualmente. Não faz sentido o DNIT ter 8 mil faixas monitoradas e gastar um bilhão de Reais com monitoramento de barreiras eletrônicas. Ou seja, falta dinheiro para manutenção e sobra para as barreiras eletrônicas, isso precisa ser revisto”, declarou.

2 Comentários

  • Joellington Lima dos Santos

    Eu só quero fazer uma pergunta.
    Qual foi a instituição que legitimou o referido pr. a representar todas as igrejas evangélicas do estado do Maranhão.
    Porque eu não vi nenhuma nota da nossa convenção dizendo que um pr. que nem da nossa convenção não é, dizer que está representando a mesma.
    Até onde eu sei ele deve está representando ele mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!