Direitos Humanos

Prefeitura de São Luís realiza formação sobre enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes para monitores do Mais Educação

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou nesta terça-feira (17), no auditório do Colégio Liceu Maranhense, Centro, a formação em “Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes”, para cerca de 300 monitores do programa Novo Mais Educação. Com o tema “A escola como espaço de prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes”, o evento teve por objetivo instrumentalizar os profissionais de educação para melhor trabalhar a prevenção à violência sexual, por meio das artes, da cultura, do esporte, e de outras atividades pedagógicas. A promoção de formação continuada dentro dessa temática é um compromisso assumido pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, por meio do Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, explica que a Semed é uma das instituições membro do Comitê de Monitoramento do Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. “De nossa parte, assumimos o compromisso público, entre tantos outros, de promover formação continuada para todos os educadores da rede municipal”, disse Moacir Feitosa.

Este ano já foi realizada formação continuada na temática da violência sexual para os gestores escolares. O professor Luiz Gonzaga Pinheiro II, coordenador do programa Mais Educação e Novo Mais Educação em São Luís, informa que os monitores destes programas trabalham diariamente nas escolas, promovendo oficinas nas áreas de esporte, arte, capoeira, língua portuguesa, matemática, entre outras, sendo muito importante a formação deles na temática da prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes. “Os monitores do programa Novo Mais Educação, reunidos aqui, também são atores na garantia das políticas públicas protetivas”, assinala Luiz Gonzaga II.

A coordenadora de Direitos Humanos da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), Lúcia Regina de Azevedo Pacheco, que integra o Comitê de Monitoramento do Plano pela Semcas, diz que por meio da formação continuada os monitores do programa Novo Mais Educação terão acesso a informações importantes sobre prevenção que os capacitará a observar melhor, identificar, notificar e até denunciar qualquer tipo de violência sexual praticados contra crianças e adolescentes. “Ao trabalhar a temática com os educadores, temos como objetivo final instrumentalizar os estudantes, para que eles se autoprojetam, saibam que eles têm voz e podem falar e denunciar qualquer tipo de abuso ou violência”, assinala Lúcia Regina.

FORMAÇÕES

A monitora Deusimar Lopes Barros – de língua portuguesa e matemática nas Unidades de Educação Básica (U.E.Bs) Luís Rêgo e Amaral Raposo – falou sobre a importância das formações que vêm sendo realizadas pela Semed, especialmente a desta terça-feira (17) sobre violência sexual contra crianças e adolescentes. “Todas as formações têm sido de extrema importância para todos nós, porque a gente nunca sai da mesma forma que entrou. O tema desta formação é muito válido para que toda a equipe de monitores tenha uma orientação de como agir e de como tratar um jovem que tenha passado por uma situação de abuso sexual”.

Para a monitora da U.E.B. Zuleide Andrade, Maria de Jesus Cutrim, as formações continuadas são extremamente enriquecedoras e preparam os monitores para lidar melhor com as diferentes realidades dos estudantes. “Essa formação nos ajuda a ter um olhar mais atento para essa questão da violência sexual e também para perceber alguns sinais que as próprias crianças dão. Com a palestra pude perceber que é necessário conscientizar, tanto no ambiente escolar quanto no familiar, sobre os impactos que o abuso e a violência sexual podem causar na vida de um jovem”, afirma Maria de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *