Infraestrutura

São José de Ribamar: afinal, tem ou não prefeito????

Ribamar virou o que diz o dito popular “samba de crioulo doido”, ninguém assume a direção do município para amenizar o sofrimento da cidade que detém a terceira maior população do Estado.

O governador Flávio Dino “arrancou” da prefeitura o ex-prefeito Luís Fernando com um acordo que só as mentes mirabolantes do poder atual do Maranhão possuem. Ao invés de ajudar a cidade a sair do caos, o governador achou mais interessante arrumar um emprego pra ele no governo do que ajudar o povo que tanto precisava, e que em sua maioria votou nele nas últimas eleições, e o pior que nem os senadores Weverton Rocha ou Elisiane Gama movem uma “palha” em favor do município. 

CLUBE MAIS DIGA ONDE TEM, resgate cupons, colete selos, consiga pontos e ganhe recompensas. Baixe o aplicativo!

Os atuais políticos do Maranhão agem como se Ribamar estivesse no “cafundó dos judas”, pois seguem em um silêncio sepulcral enquanto os moradores “comem o pão que o diabo amassou no inferno”.

Moradores não aguentando mais tanto sofrimento interditaram a estrada da Mata com o objetivo de alguém com o poder da caneta se apiede deles e venha a resolver os problemas que atingem a vida da  população que vive no limite da paciência.

Um comentário

  • Edvaldo Santos

    [18/4 11:44] essantosbaiano: Informe do Conselho de Saúde para a Comunidade .

    Primeiro vamos fazer uns questionamentos sobre a Saúde de Ribamar para uma reflexão, do seu tamanho e Complexidade.
    Vocês sabem que temos:
    Um Hospital/Maternidade; Um Centro de Especialidades Odontológica – CEO;
    Um Centro de Especialidades e Diagnóstico- CED, com variados Especialistas;
    Um Centro para Hipertensos e Diabéticos;
    Centro Maria Amélia Bastos, que atende crianças especiais, e fisioterapia;
    Um Centro de Atendimento Psico Social – CAPS, para atender pessoas com transtornos mentais e usuários de drogas com complicações psicológica;
    O NASF Núcleo de Apoio a Saúde da Familia, com vários especialistas que atendem em casa orientando a pessoas doentes e a família;
    EMAD – Equipe Multidisciplinar de Atendimento Domiciliar, com vários especialistas, que atendem em casa os acamados, com doenças crônicas, idosos, pessoas pós operadas;
    37 Unidades Básicas de Saúde;
    47 Equipes de Estratégias de Saúde da Família com vários profissionais que fazem visitas domiciliares; o SAMU, que lhe buscar em situações de Urgências e Emergências, com mais de uma centena de atendimentos mês;
    Um Centro de Distribuição de Medicamentos (Farmácia Básica), com mais de 200 itens.
    Laboratório;
    Van para transportes de pessoas com problemas renais, para fazer hemodiálise;
    Tens ideia das centenas de exames laboratoriais por mês;
    Os TFD’s – Tratamentos Fora do Domicílio, que são feitos em São Luís através de Pacto: Ressonância, Colonoscopia, Tomografia etc;
    As milhares de consultas: atendimentos médicos, com mais de uma dezena de especialidades, centenas de atendimentos odontológicos. Mais de 230 Agentes Comunitários de Saúde e mais de 80 Agentes de Endemias,
    A Vigilância em Saúde com os seus Departamentos: Vigilância Sanitária, Vigilância em Saúde do Trabalhador; Vigilância Epidemiológica e Vigilância Ambiental.

    A Saúde é gigante e complexa, tenha certeza! Muitos Programas, Políticas (de saúde) Ações, Serviços e capacitações.
    O atendimento de Saúde é gigante, (o Golias) mas, os recursos são poucos, pequenos (o Davi)…

    É aí que entra o bom planejamento, responsabilidade e equipes comprometidas, para buscar compensar o sub financiamento.

    Tudo isto é conteúdo do SUS, o maior Plano de Saúde do mundo.
    Pense e reflita sobre esta grandiosidade.
    [18/4 11:44] essantosbaiano: Devemos cobrar, fiscalizar, reclamar!
    Claro que sim! É um direito e dever, alicerçados, no estado democrático de direito!
    Contudo, não podemos abrir mão da ética, da coerência e bom censo, que caminham lado a lado com os direitos.
    Reflitam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *