Politica

Senado Federal: Tchau Renan.

 

Depois de muitas idas e vindas, de mal exemplo de senador tentando fraudar as eleições votando duas vezes, culminando com a renúncia de Renan calheiros no meio do processo de votação, quando sentiu que não seria presidente mais uma vez do senado federal, e também não votou.

Foram discursos acalorados, denúncias de todos os lados chamando o processo de fraudulento, sem falar em uma infinidade de acusações contrarias ao voto secreto que deixa uma nuvem suspeita em qualquer votação no congresso nacional, pois no entendimento dos parlamentares eles representam a nação brasileira e precisam deixar claro ao eleitor como é conduta de cada um.

De qualquer maneira acabou sendo eleito para presidir o senado federal, o senador Davi Alcolumbre do Democratas do Amapá, de 41 anos, comerciante por profissão que está no senado desde 2015. Ele obteve 42 votos.

Davi Alcolumbre declarou que sua candidatura é sobretudo uma forma de esperança, após ciclos de crises políticas e econômicas, ainda fez referência à própria idade: aos 41 anos, ele seria o presidente do Senado mais jovem dos últimos 50 anos.

Conclui dizendo: “Como representantes do povo, somos os primeiros a acreditar que podemos fazer do Brasil muito mais. Nossa força como nação ninguém jamais será capaz de usurpar”.

 

 Pelo menos por enquanto está encerrado o ciclo de domínio do Senador Renan Calheiros (MDB-AL), ele que chegou a ocupar a presidência da casa por quatro vezes, e conseguiu sobreviver a grande renovação das eleições no ano passado, pois dos 54 senadores que concluíram mandato ano passado, somente 8 conseguiram retornar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *